Fone: (47) 3036-4600 Atendimento: FONE Support icon Orçamento 0 item

Notícias

Tupy adquire duas fundições no México

25/11/2011
69b95f38b5989cd0e9490a9983a7a893.jpg

Tupy adquire duas fundições no México

 

(20/11/2011) - A Tupy está em negociações para adquirir duas fundições no México: Cifunsa Diesel e Technocast, pertencentes ao GIS - Grupo Industrial Saltillo. A Technocast tem como sócia minoritária uma subsidiária da Caterpillar. O negócio é estimado em US$ 439 milhões.

As fundições - localizadas nas cidades de Saltillo e Ramos Arizpe - produzem blocos e cabeçotes de ferro fundido utilizados na fabricação de motores para veículos de passeio e comerciais, máquinas agrícolas e de construção, motores estacionários etc.

A conclusão do negócio - que depende da aprovação dos órgãos reguladores de concorrência - alçará a Tupy à posição de maior fabricante de blocos e cabeçotes de ferro fundido do mundo.

“A internacionalização nos permitirá diversificar os negócios da companhia e fortalecer nossa presença global”, explica Luiz Tarquínio Sardinha Ferro, presidente da Tupy, frisando que a empresa deixará de investir no Brasil. “O Brasil continua a ser nosso foco. Basta observar a dimensão dos investimentos que fizemos em fundição, usinagem e em melhorias ambientais nos últimos três anos, nas plantas de Joinville e Mauá, que somam mais de R$ 500 milhões. Isto não deixa dúvida quanto ao nosso compromisso com o Brasil.”

As novas operações no México permitirão à Tupy se aproximar dos clientes do ramo automotivo baseados na América do Norte e aumentar o peso, em sua carteira de negócios, de componentes utilizados na fabricação de motores para máquinas agrícolas, de construção e mineração. “Nós temos grande interesse em ampliar o atendimento a esses segmentos e assim diversificar nosso portfólio”, garante o presidente.

Ao comentar a transação, Alfonso González Migoya, presidente do Conselho e diretor geral do GIS, disse: “Encontramos na Tupy um comprador com capacidade técnica reconhecida e que, sem dúvida, irá expandir os negócios e promover o desenvolvimento das duas unidades.”

Internacionalização - A Tupy iniciou estudos sobre as possibilidades de internacionalização em 2007. A crise de 2008, no entanto, adiou os planos, que foram retomados agora. “Posso garantir que essas aquisições são fruto de uma discussão estratégica extensa”, afirma o presidente da companhia.

Fundada em 1938, em Joinville (SC), a Tupy tem capacidade para produzir 500 mil toneladas anuais de produtos em ferro fundido, em dois parques fabris: um em Joinville e, outro, em Mauá (SP). Além de blocos e cabeçotes para motores, fabrica e usina peças para sistemas de freio, transmissão e direção, eixo e suspensão, utilizados em caminhões, ônibus, utilitários, automóveis, tratores e outras máquinas agrícolas. Também produz e comercializa conexões de ferro maleável, granalhas de aço e perfis contínuos de ferro, produtos que atendem à indústria da construção, a de mármores e granitos e a segmentos diversos da engenharia industrial.

O faturamento líquido da Tupy, em 2010, foi de R$ 1,87 bilhão e o lucro líquido de R$ 154,4 milhões. Emprega atualmente nove mil pessoas e exporta metade de sua produção para cerca de 40 países.

Grupo Industrial Saltillo - Fundado em 1928, o GIS tem seis unidades de negócios e fábricas em sete cidades mexicanas. O grupo manufatura e comercializa produtos destinados aos setores automotivo (blocos, cabeçotes e outras peças de ferro fundido), de construção (aquecedores de água, pisos e revestimentos cerâmicos), além de utensílios domésticos de cozinha e mesa.